AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO PARA FINS FISCAIS


Por conta da evolução da tecnologia da informação, a Receita Federal do Brasil implantou ao longo do tempo diversas obrigações acessórias que permitem o rigoroso acompanhamento das atividades dos contribuintes em geral, como, por exemplo, a ECD (Escrituração Contábil Digital), EFD (Escrituração Fiscal Digital), EFD-Contribuições, etc.

Dessa forma, as informações geradas no ambiente corporativo passaram a ser monitoradas analiticamente pelo fisco federal, por operação, tornando necessário que o sistema de controle interno das empresas não contenha informações equivocadas e/ou conflitantes, que possam vir a prejudicar a correta apuração dos impostos e contribuições devidos, com a consequente exposição da sociedade a contingências fiscais.

Nosso trabalho de avaliação do sistema de controle interno consiste em revisar os métodos e procedimentos adotados pelas empresas no cadastramento e classificação de situação fiscal de clientes, fornecedores e produtos, garantindo que as informações que servem de base para apuração dos tributos estejam livres de distorções que possam comprometer sua correta quantificação.

Destacamos que ao longo de nossos trabalhos são implementadas modificações no ambiente informatizado, no que diz respeito ao cadastro de clientes, fornecedores e produtos bem como implementadas mudanças de políticas internas para se evitar a imputação de dados incorretos que comprometam a confiabilidade operacional.